Espaço para desvanecer a cada instante. Aqui se encontram textos, imagens e gráficos de vários autores. Sempre precisei colecionar o que eu chamo de figurinhas mágicas. São cartas que abrem novos horizontes e paisagens. Então, boa viagem ;)

segunda-feira, 6 de abril de 2009

FLOR SECA

Ontem vi uma flor num campo seco e árido.
Talvez o vento semeou-a por um engano, pois lá não havia como prosperar.
O caule estava todo contorcido, as folhas diminutas e enrugadas, mas ela não tinha desistido da vida. Contudo o ambiente a tinha tornada seca e áspera. Notei que por meio de um esforço sobrenatural tentou-se florir. Mas as pétalas ocras desbotadas de tão fracas não conseguiam se abrir. Se lá dentro existe um néctar ressecado, nenhuma abelha teria como saber. No balançar do vento, por um momento ela me olhou, mas logo se encurvou envergonhada de si mesma. Olhei-a pela última vez, levantei e continuei o meu caminho, mas eu sabia que ela iria morrer seca e sozinha. Yiuki após o APAE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Archivo del blog