Espaço para desvanecer a cada instante. Aqui se encontram textos, imagens e gráficos de vários autores. Sempre precisei colecionar o que eu chamo de figurinhas mágicas. São cartas que abrem novos horizontes e paisagens. Então, boa viagem ;)

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Ir ao supermercado é fazer política - Samantha Buglione

“Ir ao supermercado é fazer política. É fazer escolhas. É dizer que tipo de produção de alimentos queremos e que tipo de empregos queremos financiar. O ato de escolher e comprar o que se vai consumir pode ser silencioso, mas é muito poderoso.”

“A escolha do produto até pode se dar por razões econômicas, busca de qualidade ou, ainda, ideologia. Contudo, ao escolher um produto também se escolhe, querendo ou não, uma forma de produção, um tipo de relação de trabalho, um determinado impacto ambiental. Em suma, comprar algo é trazer para casa, além do produto, a sua cadeia de fabricação e as conseqüências. Ignorar esses fatores é se proteger de dois elmentos do conhecimento: liberdade e responsabilidade.”

Samantha Buglione, Jurista e professora

Texto completo é òtimo e curtinho. Quem quiser Clique aqui. Yiuki

P.S. Acho que consumismo do design ou da tecnologia não vale apena se pensarmos na consequência no impacto ambiental. Criar novas tecnologias é necessario, criar arte é necessário, contudo, somente, se responsabilizamos do inicio, meio e o fim deles. A motivação da geração de novos conhecimentos deveria ser por outra finalidade… Yiuki

domingo, 16 de janeiro de 2011

Estrela na Terra – Miyuki Nakajima

Raramente deixo uma música aqui, mas esta em particular é muito linda, por isso deixo postado. Segue também a tradução que encontrei neste site (a tradução perde um pouco da força original que ela possui). Para mim é tocante, pois diz que as maiores estrelas estão aqui na Terra. Ninguém percebe pégaso do prado, a estrela que possa existir na esquina da nossa casa. As pessoas olham apenas o céu, mas é preciso conectar com as estrelas que estão aqui em baixo. Precisamos encontrar elas, ligar os pontos, no meio dos ventos, areias, penhascos, cidades, etc. A humanidade se iludem, apenas apanham gelos cintilantes. A narradora olha para o alto, encontra uma andorinha e súplica que mostre as Constelações da Terra. A voz da cantora é linda, nós emociona mais ainda. Espero que curtem a música. Yiuki Doi

P.S.1. Algo que é natural da cultura japonesa, adoramos as imagens, o haikai faz parte do quotidiano da cultura. A letra original nos eduzem imagens dessas constelações misturados nas paisagens naturais e artificiais.

Estrelas na Terra - Miyuki Nakajima (Chijou no Hoshi - Nakajima Miyuki)

Plêiades no meio dos ventos.
Galáxia dentro das areias.
Desapercebidas, para onde todos se foram?
Pégasu do prado.
Vênus da esquina.
Desprotegidas, para onde todos se foram?
As estrelas que se encontram na terra, ninguém se recordam delas,
As pessoas olham somente para o céu.
Andorinha, do alto deste firmamento, indique as estrelas na Terra.
Andorinha, as estrelas na Terra, aonde se encontram agora?

Júpiter sobre penhasco.
Sírio no fundo da água.
Desprotegidas, para onde todos se foram?
Em busca dos ilustres brilhantes,
Almejando aquilo que brilha,
As pessoas apanham somente gelos.
Andorinha, do alto deste firmamento, indique as estrelas na Terra.
Andorinha, as estrelas na Terra, aonde se encontram agora?

Em busca dos ilustres brilhantes,
Almejando aquilo que brilha,
As pessoas apanham somente gelos.
Plêiades no meio dos ventos.
Galáxia dentro das areias.
Desapercebidas, para onde todos se foram?
Andorinha, do alto deste firmamento, indique as estrelas na Terra.
Andorinha, as estrelas na Terra, aonde se encontram agora?

domingo, 9 de janeiro de 2011

Terra Natal

Revisitar a Terra Natal e o passado é bom para reafirmar a responsabilidade das nossas escolhas. Ter clareza de onde parti, o que abdiquei, o que admiro e mantive, e o que neguei. Dar valor no presente e saber em que direção estou a caminhar.

P.S. Dois pontos define uma reta e uma direção.

Não queira entender…

O universo de um ser humano é muito mais complexo do que as teorias acadêmicas ou pre-conceitos individuais…

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Utopia…

“Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!

Mário Quintana

Seguidores

Archivo del blog