Espaço para desvanecer a cada instante. Aqui se encontram textos, imagens e gráficos de vários autores. Sempre precisei colecionar o que eu chamo de figurinhas mágicas. São cartas que abrem novos horizontes e paisagens. Então, boa viagem ;)

segunda-feira, 11 de junho de 2018

O verbo e o infinito

Quando olha o mundo afora ou dentro da gente, se encontra monte de adjetivos e substantivos. Entretanto, se a essência de tudo que é nomeado conflui na peculiaridade da categorização e organização das energias, podemos dizer que damos nome àquilo que está em constante transformações. Nessa perspectiva, se o mundo é regido pelas forças e movimentos, em vários momentos seja mais interessante prestar atenção nos verbos do que nos substantivos. Não se trata de questão de hierarquia entre substantivo e verbo. Pois, é no encontro entre os dois que o ser humano adquire a noção do finito e do infinito. Dar nome é fechar, criar o finito da energia que configura no objeto, talvez num passado. Transcender o substantivo é prever o movimento e se lançar no futuro, pois é a partir deste que tomamos a consciência do infinito.

quarta-feira, 21 de março de 2018

IMPORTÂNCIA de fazer RODA DE PESSOAS.

Ela é democrática, trabalha com diferenças e diversidades dentro da unidade. Círculos se formam por desejos, sonhos e propósitos. Quanto mais participar e/ou promover rodas no seu cotidiano, mais mudanças sociais estaremos propondo. Experimentem fazer mais rodas nas salas de aula, nas casas e nos bairros (pode ser formato de U também), perceberás que algo de diferente acontece. Elas mudam nossas relações com as pessoas e com o mundo.

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Viver para os outros é uma regra da natureza - Papa Francisco

"Os rios não bebem sua própria água; as árvores não comem seus próprios frutos. O sol não brilha para si mesmo; e as flores não espalham sua fragrância para si. Viver para os outros é uma regra da natureza." (Papa Francisco)

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Solidão que nos revela

Quero estar bem comigo, independente de tudo que possa acontecer.
Então, às vezes busco estar sozinho, mesmo no ano novo, para lembrar que posso morrer num dia qualquer e sozinho... E mesmo assim, estar feliz com as escolhas que venho fazendo.

Muitas pessoas não entendem, porque me dedico e cuido o mundo ao meu redor... De certa maneira, creio que a eternidade está nas coisas que repassamos e não naquilo que acumulamos. Assim, naquilo que fui me entregando, encontro um sentido de que nunca estarei sozinho...

Peço perdão a muitos amigos e familiares pela minha ausência em estar salvando minha existência em tantas outras coisas... No fundo, percebo o meu egoismo, pois sei que "somos responsáveis por aquilo que fazemos, pelo que não fazemos e pelo que impedimos de fazer." (Albert Camus).

E nessa perspectiva, a vida é contraditória, pois não podemos salvar e saudar todas as almas...

Que nossas escolhas sempre sejam leves...

terça-feira, 7 de novembro de 2017

EQUIPE

As pessoas erram, nós erramos... Não podemos deixar o companheiro... mesmo que ele tenha nos abandonado, errado ou estando ausente... somente precisamos de tempo e espaço a todos... Yiuki

Seguidores

Archivo del blog