Espaço para desvanecer a cada instante. Aqui se encontram textos, imagens e gráficos de vários autores. Sempre precisei colecionar o que eu chamo de figurinhas mágicas. São cartas que abrem novos horizontes e paisagens. Então, boa viagem ;)

sábado, 3 de março de 2012

Tributo à Autonomia

TEXTO ORIGINAL RETIRADO DO BLOG: http://www.odoze.blogspot.com/search?q=tributo&x=11&y=11


Há exatamente um ano atrás, os 'doze' se juntaram para escrever as primeiras palavras de um lugar que queríamos construir, mas que ainda nem tinha nome. Era uma segunda-feira, e em meio a muitos papéis, risadas, incertezas e várias espiadas no dicionário, as idéias foram surgindo. Foi o dia de quase decidirmos o nome do Coletivo (ainda nem haviamos pensado nos anagramas...), de pararmos milhões de vezes o que estávamos fazendo para relembrarmos tantas histórias, e foi um dia de muita união. De olharmos uns para os outros e percebermos que poderiam ser reais todos os nossos sonhos e planos, os lugares que estávamos escolhendo, as pessoas com as quais queríamos caminhar dali pra frente.
No dia 04 de fevereiro de 2008 o Coletivo o12 estava reunido com suas doze pessoas (a “formação original”) para escrever o nosso Tributo à Autonomia. Distribuído no dia em que realizamos o nosso “Manifesto” em praça pública e através de um flyer amplamente divulgado via Internet, foi o documento que serviu de norte e como impulso para ações que realizamos até hoje.
Que bom que estamos juntos, cada vez mais fortes e felizes.
E não se esqueçam: dia 15 é nosso aniversário de um ano!!


TRIBUTO À AUTONOMIA
O desenvolvimento dos sistemas vivos implica em que deles, a certa altura, se desprendam as partes que amadureceram na conquista da sua autonomia.
É a situação em que nos encontramos, nós 12, que assinamos este manifesto, nesse momento. Justamente por isso, precisamos tornar essa situação pública. Porque desejamos começar já compartilhando com todos – os dos passado, os do presente, os do futuro.
Nós estamos engajados em construir um espaço para nossa autonomia.
E desejamos que esse espaço seja aquele onde:

  • A manipulação da autonomia alheia vá pra “Tonga da Mironga do Kabuletê”.
  • Cada qual enxergue o horizonte que conseguir.
  • Cada qual faça o que pode, pois nos parece que cada um só faz no mundo o que pode fazer.
  • Se pense “em agrupamentos de homens e de idéias como compartilhamentos norteados pela singularidade” (frase de Christine Greiner no prefácio do livro Teoria do Conhecimento e Arte, de Jorge A.Vieira).
  • Cada um saiba que tem o seu Umwelt (termo alemão cuja tradução aproximada é “o mundo à sua volta dentro de você”) e não aceite que lhe digam o contrário.
  • Cada qual escolha o que vai vestir.
  • Cada um abra os olhos, deixe a ingenuidade de lado, morra do seu próprio veneno, invente seu próprio pecado.
  • As resoluções de um coletivo sejam, de fato, decididas e assumidas por cada um do coletivo.
  • Se produzam idéias sobre viver, e não para sobreviver.
  • Aja!


Votorantim, 04 de fevereiro de 2008. 22h35


“o 12”: Preta Ribeiro, Lucas Amorim, Rafael Bricoli, Thiago Alixandre, Vera Almeida, Ariane sampaio, Guilherme Santos, Lidi Domingues, Mari Mendes, Douglas Pereira, Tati Almeida, Lúcia Floriano.

quinta-feira, 1 de março de 2012

Bebê agora vem com manual– Paty Muller

Olá mamães e simpatizantes!
Uma mamãe me perguntou sobre o livro que considero pra mim um verdadeiro Manual para lidar com Bebês.
Ela disse:

"Fiquei com uma dúvida aqui... o livro que estou lendo da Tracy Hogg chama-se "os segredos de uma encantadora de bebes" e esse que vc mencionou tem outro título.

Vc sabe qual é a diferença entre os dois?

Um é a sequencia do outro?"

Compartilho da minha resposta:

  • Sobre o Livro (veja o anexo).
    O livro que eu uso é o da capa rosa -" A ENCANTADORA DE BEBÊS RESOLVE TODOS OS SEUS PROBLEMAS", que tem complementos de exemplos bem práticos  além de alguns ajustes que ela faz referente à parte de tirar das fraldas pra usar o troninho.
    O livro da capa azul "Os Segredos de uma Encantadora de Bebês" foi escrito antes do da capa rosa e é mais teórico.
    Agora tem mais um livro dela "Mais Segredos da Encantadora de Bebês - Para Crianças de 1 a
    3 Anos", mas este ainda não tive o prazer de bizolhar.
  • Sobre a autora.
    Tracy Hogg é britânica, trabalhou por muitos anos como babá nos Estados Unidos.
    Tenho muita admiração por ela pois ignora saídas fáceis para escolher soluções que dão ferramentas pra que as crianças se desenvolvam respeitando sua natureza de criança !
    Difícil explicar uma coisa dessas.
    Vamos ao exemplo: Quando uma criança leva um tombo e cai ao chão. Se não foi grave, finja que não viu e permita que ela mesma se levante e siga em frente.
    Foi babá de filhos de famosos como John Travolta e teve até um programa de teve nos EUA.
    Infelizmente ela faleceu há uns 5 anos, de câncer.
  • Quando ler.
    Recomendo que seja dada uma lidinha, se possível, 2 mêses antes da criança nascer, prá que você se localize dentro do livro e compreenda a "espinha dorsal" do manual. Assim, quando sua dúvida é sobre alimentação sólida, não vai precisar ler sobre amamentação (alimentação líquida) antes.
  • O perfil do leitor.
    Sei de uma gestante cujo companheiro antipatiza manuais.
    Sabendo que ela precisava da ajuda dele e que agissem de maneira que não fosse divergente com o bebê (ou daria um nó na cabeça criança, não é?), ela poupou ele da leitura, mas passava de maneira sutil, verbalmente e aos poucos a "espinha dorsal" do manual e deu certo! Trabalho em equipe é isso mesmo.
    beijos


Patricia Muller

Prá além do choro

Queridos "Mamães e Simpatizantes",
Compartilho de infos que passei para uma mamãe que pediu uma ajudinha sobre sua pequena que estava numas de arquear o corpo pra tráz + bater o pé + dar tapas.

beijos repletos de ferramentas diante das frustrações da vida,

Patricia Muller

 


Pois é, para mostrar insatisfação, agora a criança tem mais ferramentas que chorar/berrar. Rsrsrs
De início, costuma resolver se você conseguir entender o que irrita a criança, pra ela se manifestar assim  e antes de acontecer novamente, acolha a criança pra perto de você, diga algo como: " olha eu sei que quando acontece isso, você não gosta, mas procure manter-se calma, a mamãe está aqui com você" e se perceber que a criança te escuta, continue dizendo "vamos encontrar uma maneira de juntos resolver isso".

É importante fazer uma leitura/acompanhamento da criança e intervir antes, por que depois, não conseguerimos resultado nenhum, nas terras do Sr. Descontrole.

Assim, se perceber que a criança está "mergulhando" na irritação, mas ainda no comecinho do "mergulho", retire ela do ambiente, acolhendo a pra perto de você, do seu corpo. Mesmo se estiver nevando, enrole a criança numa coberta e pronto. Os ambientes externos são ótimos pra tirar a criança deste espiral de descontrole. Não me pergunte porque. Só sei que super funciona. Agradeço à Tracy Hogg (autora do livro A Encantadora de Bebês Resolve Todos os Seus Problemas) por isso.

Se a coisa seguir sem sucesso, compartilho o que aprendi com a excelente professora da Giordano Bruno, Andrea Assumpção , quando meu pequeno estava numas de me bater no rosto no auge de seus 2 aninhos.

A instrução é simplicidade:

  1. Segure a mãozinha da criança antes de encostar em você.
  2. Olhe bem nos olhos da criança, de maneira séria (não é hora pra simpatias nem sorrizinhos pois você aplicará o que chamo de " NÃO verdadeiro")
  3. Diga uma única fraze curta e direta (e não a fique repetindo como um mantra, diga uma vez só) como por exemplo:  " Não, eu não quero que você faça isso!"
  4. Não agrade a criança na sequencia. Permita, que em silêncio, que ela sinta o reflexo do acontecimento em todo o seu ser.
  5. Não fique zangada com a criança. Ela está aprendendo e cabe a você fornecer ferramentas pra isso.
  6. Repita todo este procedimento até a criança mudar sua postura diante das frustações.

Patricia Muller

Seguidores

Archivo del blog