Espaço para desvanecer a cada instante. Aqui se encontram textos, imagens e gráficos de vários autores. Sempre precisei colecionar o que eu chamo de figurinhas mágicas. São cartas que abrem novos horizontes e paisagens. Então, boa viagem ;)

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Espiritualidade x Religião

AUTOR DESCONHECIDO

A religião não é apenas uma, são centenas.
A espiritualidade é apenas uma.
A religião é para os que dormem.
A espiritualidade é para os que estão despertos.

A religião é para aqueles que necessitam que alguém lhes diga o que fazer e querem ser guiados.
A espiritualidade é para os que prestam atenção à sua Voz Interior.
A religião tem um conjunto de regras dogmáticas.
A espiritualidade te convida a raciocinar sobre tudo, a questionar tudo.

A religião ameaça e amedronta.
A espiritualidade lhe dá Paz Interior.
A religião fala de pecado e de culpa.
A espiritualidade lhe diz: "aprenda com o erro"..

A religião reprime tudo, te faz falso.
A espiritualidade transcende tudo, te faz verdadeiro!
A religião não é Deus.
A espiritualidade é Tudo e, portanto é Deus.

A religião inventa.
A espiritualidade descobre.
A religião não indaga nem questiona.
A espiritualidade questiona tudo.

A religião é humana, é uma organização com regras.
A espiritualidade é Divina, sem regras.
A religião é causa de divisões.
A espiritualidade é causa de União.

A religião lhe busca para que acredite.
A espiritualidade você tem que buscá-la.
A religião segue os preceitos de um livro sagrado.
A espiritualidade busca o sagrado em todos os livros.

A religião se alimenta do medo.
A espiritualidade se alimenta na Confiança e na Fé.
A religião faz viver no pensamento.
A espiritualidade faz Viver na Consciência..

A religião se ocupa com o fazer.
A espiritualidade se ocupa com o Ser.
A religião alimenta o ego.
A espiritualidade nos faz Transcender.

A religião nos faz renunciar ao mundo.
A espiritualidade nos faz viver em Deus, não renunciar a Ele.
A religião é adoração.
A espiritualidade é Meditação.

A religião sonha com a glória e com o paraíso.
A espiritualidade nos faz viver a glória e o paraíso aqui e agora.
A religião vive no passado e no futuro.
A espiritualidade vive no presente.

A religião enclausura nossa memória.
A espiritualidade liberta nossa Consciência.
A religião crê na vida eterna.
A espiritualidade nos faz consciente da vida eterna.

A religião promete para depois da morte.
A espiritualidade é encontrar Deus em Nosso Interior durante a vida.

4 comentários:

  1. As opiniões são manifestações pessoais e sempre devem ser consideradas, concordemos ou não, em parte ou no todo. Assim, sugiro, como uma contribuição aos leitores, os livros do Mestre Ryuho Okawa, criador, no Japão, da instituição denominada Ciência da Felicidade que, desde 1986, visa a criação de uma utopia na Terra, com a unificação das religiões. A mesma, já presente no Brasil e em mais de 70 países, merece ser conhecida por todos os que buscam a verdade, por intermédio de novos conhecimentos e, ainda, pela atualização dos conceitos transmitidos pelas religiões/segmentos existentes.www.happyscience-br.org

    ResponderExcluir
  2. Escrevi pra o pretenso autor do texto acima e recebi a seguinte resposta: "Desafortunadamente o citado texto NÃO é de minha autoria." Acredito que seria aconselhável consertar o erro para não contribuir com essa praga que se vem disseminando pela Internet de total descaso pela verdadeira autoria dos txts.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosa Maria,

      Muito obrigado pelo conselho, eu já corrigi. Att. Yiuki Doi

      Excluir
  3. Achei o texto muito lúcido e com bastante material para reflexão. Pessoalmente já não me reconheço prisioneira de nenhum segmento religioso. Mas reconheço que "há várias moradas na casa do Pai" e o desamparo humano é tão imenso, com os inúmeros estímulos da vida moderna que não levam a lugar nenhum, que o homem busca, numa manifestação primeira de re-ligaçao com Deus, se ater, a algum vínculo religioso, para depois, lograda as expectativas, encontrar a sua propria espiritualidade.
    O texto, para mim é extra-ordinário. Por isso admiravel em sua lucidez e senso libertatório.
    Parabens ao Prof. Guido N. Lopes pela iniciativa de publicá-lo.
    Sds
    Glacy B. de Souza

    ResponderExcluir

Seguidores

Archivo del blog