Espaço para desvanecer a cada instante. Aqui se encontram textos, imagens e gráficos de vários autores. Sempre precisei colecionar o que eu chamo de figurinhas mágicas. São cartas que abrem novos horizontes e paisagens. Então, boa viagem ;)

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Olhar – Sergio Fingermman

Me ensinaram a olhar.
Olhar para alguma coisa e ter a
Sensação de que
O olhar circunscreve algo,
Como faz o círculo,
Onde cada coisas vista, real, fica presa.
Por muito tempo, de diversas
Formas,
Persegui esse real,
Procurando, numa espécie de
Justeza para com as coisas,
Dar testemunho do que me acontecia.
É preciso para isto muita atenção,
Persistência, rigor.
É preciso ver diferentemente do
Que se vê.
Ver o que é anterior à vontade.
Enxergar no visível sinais invisíveis.
Ver o que está em estado puro.
Ver o ver.

Poesia anotado na exposição “Elogio ao Silêncio – e outras fábulas” do Sergio Fingermann no MON, dia 01/11/2009. Yiuki

Site oficial: http://www.sergiofingermann.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Archivo del blog