Espaço para desvanecer a cada instante. Aqui se encontram textos, imagens e gráficos de vários autores. Sempre precisei colecionar o que eu chamo de figurinhas mágicas. São cartas que abrem novos horizontes e paisagens. Então, boa viagem ;)

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

FELIZ 2008 E 2009 - Yiuki Doi

Dia 31 de Dezembro! O ano está acabando, daqui a algumas horas 2009 virá cheio de esperança, desejos e sonhos. Agora que estou com um tempo, fico a divagar sobre o ano que passou. Lembro dos sonhos e promessas do inicio do ano: Vou encontrar a minha cara metade, meu mini empreendimento de centro cultural vai dar certo, quero viajar mais, farei um curso de software de design, etc. Tantas foram os desejos e as vontades que no meio desta correria, quando notei o ano já tinha chegado ao fim. Vejo que o gongo tocará em algumas horas e preciso fazer o balanço da felicidade de 2008. Para ser sincero, nada do que planejei deu certo e eu penso alto: Inacreditável! ....... Contudo nesse saldo negativo de promessas, tive outras não planejadas que deram certos: Terminei o ano como bailarino num palco com uma equipe maravilhosa, concluí um curso de filosofia (3 meses de duração) e decidi levar adiante, fiz a paz com o Divino e comigo, terminei o ano no 0x0 na conta bancaria, encontrei novas pessoas especiais, conheci antigos amigos novos, etc. Com toda essa descrição até parece que sou um cara sortudo, contudo houveram desventuras que prefiro omitir - mas que para mim não consiguirei fazer o mesmo. Depois dessa retrospectiva 2008 e dos 31 anos novos que passaram, percebo que a felicidade não está naquilo que prometemos e desejamos nessas horas. Sei que o ano foi difícil para muitos; uns perderam a casa inteira e entes queridos nas chuvas catarinenses e cariocas, minha amiga irmã está internada desde a semana do Natal, hoje na volta da panificadora passei sobre um mendigo sujo e caído no calçadão, os hospitais não estão vazios por causa das festas. Lembro da minha mãe comentando: - Se olharmos para baixo há um infinito, se olhar para cima o mesmo acontece. Então entendo que a felicidade não existe em nenhum ponto específico desse lance de escada. São poucos que no calçadão da Rua XV forem questionado num dia qualquer por um repórter: - Você é feliz? Consiga responder com uma naturalidade instantânea: - Sou feliz. Não que eu conseguirei fazer isso. Muito pelo contrário, alguns desafios de vida é uma luta diária e cada conquista não garante a ala vip do amanhã. Então desejo hoje que independente do ano que passou possamos olhar no espelho e dizer: Sou feliz pelo nada, pela vida, pelos amigos, pela família, pela natureza e pelo Divino. Sou feliz, pois nasci homem (pelo budismo é muita sorte nascer como ser humano). Sou feliz no lance de escada que me encontro!
Despeço-me com as palavras do Osho como meu voto de boas esperanças para este novo ano: “Onde você estiver, é sempre o início. É por isso que a vida é tão bela, tão jovem, tão virgem”. FELIZ 2008 e 2009, que a vida seja leve para todos.

Yiuki Doi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Archivo del blog